Igarapé, 27 de maio de 2017

Prefeitura Municipal de Igarapé

Você sabia?
Imprimir Email

Saúde

Saúde animal: castração de cães e gatos

por Assessoria de Comunicação

08/05/2017 14:57

A prefeitura de Igarapé, em parceria com o projeto Ação Global Homem-Animal (Agha), da UFMG, realizou, no último sábado (06/05), o primeiro atendimento de cães e gatos para castração. No total, 371 animais foram inscritos para o processo, número superior à última edição do projeto, que recebeu, em 2015, 210 animais.

 

Um dos coordenadores do projeto Agha, Luís Alberto do Lago fez uma boa avaliação sobre a participação da população. “Surpreendente a maneira como a população de Igarapé está conscientizada da necessidade de exercer a guarda responsável de seus animais”, comentou o coordenador, acrescentando que, em poucas horas, quase 400 animais estavam presentes. O representante da Ação Global Homem-Animal disse também que o município tem feito um bom trabalho junto à equipe de vigilância da Prefeitura.

                                                                                             

Na seleção dos animais habilitados à castração, os tutores realizaram um cadastro e posteriormente receberam uma senha de atendimento, passando também pela entrevista de Perfil Epidemiológico do Município, que pesquisa uma série de informações sobre os animais e as condições de criação. Em uma consulta, os cães e gatos foram submetidos a exames clínicos, como de sangue, aferição da temperatura e frequência cardíaca. “Esse exame é muito importante, pois é a partir dele que se avalia se o animal está apto a passar por um procedimento cirúrgico. Alguns problemas puderam ser verificados nas consultas individuais, como possíveis tumores, infestações parasitárias e doenças de pele”, explicou o Coordenador do Departamento de Zoonoses, Wellington Carvalho.

 

A moradora do bairro Ouro Velho, Gilma Borges de Oliveira, levou o seu cachorro Pedrinho para a castração. Ela preferiu chegar mais cedo, e aprovou a iniciativa. “É a primeira vez que estou participando, mas estou gostando muito, e acho que deveriam ter mais ações assim, pois dessa forma todos têm acesso.” Dona Gilma, que tem mais duas cadelas já castradas, comentou que é um método muito eficaz, pois evita possíveis problemas de saúde e contribui para o bom comportamento do animal.

 

Os professores e alunos de graduação e pós- graduação do curso de Medicina Veterinária da UFMG, dividiram-se entre os seis pontos de atendimento para cachorros e quatro para gatos. Também havia o espaço reservado para o laboratório, onde era feito todo o processamento e armazenamento dos materiais coletados nos exames. As crianças puderam desenhar e colorir, no espaço de recreação, enquanto esperavam o atendimento de seus animais.

 

Após esta primeira etapa, a expectativa fica a cargo dos resultados dos exames para se iniciar o trabalho de agendamento para o procedimento cirúrgico, que será no dia 10 de junho para os animais aptos ao processo.

 



Matérias relacionadas

    Final do corpo do documento e conteúdo da página